About

Patrícia Prado
P. P. Prado é Patrícia, é de 1979, é mãe, é advogada de segunda a sexta, escreve textos/crônicas/reflexões depois das 18:00h, às vezes mais tarde, outras, de madrugada.
É que inspiração é uma coisa estranha e não marca hora.
É falante. Fala muito, até demais, mas não bem.
Vem a ideia, vem na mente, mas quando desce para a boca alguma coisa se perde pelo caminho.
Talvez no nariz. Só pode ser culpa desse seu nariz grande e meio torto.
Mas se da boca não funciona bem, os dedos ajudam a deixar sair exatamente como pensou a mente.
E ela não para e quer deixar sair. Coisa boa, coisa estranha, coisa útil, coisa fútil, coisa equilibrada, coisa desajustada. Qualquer coisa que se pense.
E estão todos por aqui, ela, a mente, os dedos e as coisas que deles vêm.

Seja bem-vinda(o)!